Home > Saúde

Saúde

Para as empresas que operam no setor de saúde no Brasil, é essencial compreender não apenas a dinâmica da burocracia estatal, mas o que pensam e como atuam aqueles que gravitam a sua volta e influenciam o processo de tomada de decisão, seja no âmbito Executivo, Legislativo ou Judiciário. As oportunidades de negócio surgem quando se desenham estratégias que alinhem as estratégias comerciais das empresas com as prioridades do governo.

O setor de saúde responde por 9% do PIB e concentra 35% do esforço nacional de pesquisa e desenvolvimento (P&D). Além disso, é responsável por 10% da força de trabalho qualificado no país. Trata-se de um ambiente complexo devido à diversidade de atores e sua dinâmica de funcionamento. A complexidade aumenta pelo fato de o Brasil contar com um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, o Sistema Único de Saúde (SUS), ao mesmo tempo em que a saúde suplementar atende, hoje, 26,1% da população brasileira sem mecanismos de cooperação público-privada entre eles.

Entre os principais desafios a serem enfrentados pelo setor estão a ampliação de acesso a cuidados e tratamentos em um contexto de reduzido financiamento do SUS, a dificuldade de gestão do sistema, além dos gargalos regulatórios em relação a registro e incorporação de novas tecnologias e pesquisas cínicas, além da formação e da qualificação de profissionais de saúde. 

Há mais de dez anos a Prospectiva atua nesse setor, trabalhando com algumas das principais empresas e associações empresariais. Dentre os serviços prestados se destacam:

  • Entendimento do cenário político de áreas específicas relacionadas à saúde;
  • Dimensionamento de mercados públicos para produtos e serviços;
  • Desenho de modelos de negócios;
  • Estruturação de parcerias com entidades governamentais;
  • Defesa de interesses junto aos três poderes;
  • Proposição de políticas públicas;
  • Apoio em negociações.